Maratona

Com certeza que todos nós temos aquele amigo ou amiga que passa a vida a dizer que um dia vai correr uma Maratona, mas, para quem nunca o fez, imaginar uma corrida com 42 quilómetros é coisa para provocar uma ligeira má disposição e até algumas dores generalizadas… mesmo se estiver sentado no sofá, de pantufas calçadas.

Contudo, se está a pensar fazê-lo, importa que saiba algumas coisas básicas sobre a preparação para uma das provas físicas mais duras a que o ser humano voluntariamente se submete durante a sua vida. Assim, aqui ficam alguns aspectos determinantes:

1. Motivação

Sendo esta uma prova de resistência, é muito importante que o seu cérebro o ajude na missão quase impossível que tem pela frente. Importa não esquecer que a primeira pessoa que correu a distância da Maratona… morreu depois de o fazer! Assim, estar super-motivado, acreditar piamente que vai terminar, que as dores, o cansaço e a fraqueza não são capazes de o derrubar, é sem sombra de dúvidas um dos pontos chave para que consiga correr os 42 quilómetros sem “morrer na praia”. Por isso, a questão mais importante a que deve responder antes de começar a preparação é: porque é que quero correr uma Maratona? Procure bem fundo e encontre a resposta que lhe vai permitir aguentar o esforço que vai ter de fazer!

2. Treino

Esta é, sem sombra para dúvidas, uma parte fundamental na preparação para a Maratona. Mas, por onde começar? Bem, não lhe fará mal nenhum ler alguns livros sobre o assunto, arranjar uns calendários onde pode tomar nota dos seus treinos, há vídeos no Youtube, páginas nas redes sociais, ouvir/ler dicas de quem já correu uma Maratona. Mas uma coisa é certa: se correr os 42 quilómetros que aproximam o homem do “Inferno” é um objectivo a longo prazo, então lembre-se que tem de começar a fazer planos de treino que envolvam corridas de 5 e 10 Km imediatamente. Haile Gebrselassie, etíope, e vencedor de Maratonas diz que a corrida só começa depois dos 30 Km, que é como quem diz, é aí que começam os problemas e que vêm as dores. E mais, o mesmo atleta diz outra coisa extremamente significativa, diz ele que quando corremos uma Maratona não corremos contra os outros nem contra o tempo, corremos sim contra a distância!

3. Alimentação

No dia anterior à corrida, em particular na noite, é importante que não se empanturre em comida, a pensar que o mundo vai acabar. Não vai. E pior do que isso é a certeza científica de que levamos pelo menos 36 horas a processar comida ingerida e a poder “utilizá-la” durante uma corrida. Portanto, não queremos estar a correr durante mais de uma hora e sentir comida aos saltos dentro do estômago. Por isso é importante que não coma demais, que se mantenha bem hidratado, mas não ao ponto de ter de parar 10 vezes durante a corrida para ir à casa de banho.

4. Sono

Há de tudo. Há quem durma mais na noite antes da corrida, e há até quem não durma de todo e faça a melhor corrida da sua vida. Por isso, é importante é que se sinta confortável. O sono ou a falta dele não vão afectar o seu desempenho durante a prova.

5. Reconhecimento do percurso/aquecimento

Talvez não seja má ideia ir fazer um reconhecimento do percurso, dedicando particular atenção à zona de partida, para tentar perceber onde é que se vai colocar, onde é que lhe parece mais conveniente posicionar-se, etc. Comece a aquecer cerca de 30 minutos antes de começar a prova. Se possível corra cerca de 500 metros no sentido inverso ao da corrida, isto é, corra em direcção à parte mais importante da prova, o final. Isto vai dar-lhe uma melhor perspectiva da prova. Uma vez que esta é a sua primeira corrida, aproveite o 1º quilómetro para terminar o seu aquecimento.

6. Maratona

Marque o seu ritmo e sobretudo mantenha o ritmo que costuma ter nos treinos. Sorria, divirta-se, converse. Respeite as suas necessidades e mantenha a lógica correr, andar, correr. É muito importante que aproveite as pausas. As pessoas que não fazem pausas para andar e passam por si… não se preocupe, diga a si mesmo que vai apanhá-los mais tarde, e vai mesmo! No final da corrida continue a andar durante mais 500 ou 600 metros. No dia seguinte deve procurar andar durante 30 minutos a 1 hora. Espere pelo menos 1 semana até se fazer ao piso novamente… ou, se for caso disso, prometa a si próprio que nunca mais na vida se mete numa loucura desta dimensão.

Seja como for, divirta-se, aproveite, seja esta a primeira, mais uma, ou a última, o importante é que disfrute do que está a fazer e que se sinta bem com as opções que toma. Na vida, como na estrada, nada se consegue sem esforço, mas se poder divertir-se enquanto se esforça, a coisa vai correr bem melhor.

7. Treinador

Se depois desta explicação ainda tem dúvidas, se tem a certeza que não consegue fazer tudo isto sozinho, então aqui fica um conselho: peça ajuda a um profissional. Veja as opções que temos à disposição e contrate um dos PTs da Koobby para o ajudar a levar uma empreitada destas até ao fim. Sabe sempre melhor ter alguém com quem partilhar o sucesso!

Written by Koobby
A Koobby é uma plataforma online para a descoberta e reserva de treinos e experiências de bem-estar. Os Clientes podem descobrir novos Profissionais de Exercício Físico e Saúde, fazer o agendamento online e avaliar os profissionais. Os Profissionais podem criar o seu perfil na Koobby, divulgar o seu trabalho e serviços e ser contratados por novos Cliente e fidelizar Clientes actuais. No futuro teremos mais categorias Profissionais na Koobby. #KoobbyFit